Dinâmicas e trabalhos em equipes, solidários catarinenses se capacitam em São Paulo

curso-sao-paulo-cris

        Hoje, no terceiro dia do Núcleo Nacional de Organização e Articulação, que acontece em Mairiporã, estado de São Paulo,  os representantes do Solidariedade de Santa Catarina estão discutindo junto aos demais solidários, as mudanças no estatuto do partido de acordo com a nova legislação partidária. O momento, de acordo com o secretário estadual do meio ambiente, Paulinho de Deus, é  de muita responsabilidade e suma importância.

            O grupo também finalizou a reunião e já fez a divisão do estado por polos regionais, em seguida apresentou ao grande grupo. Como os polos estão sendo formados, nomes novos devem ser inseridos, e em 2017 também vão passar por capacitação. A fundação 1º de maio e o Solidariedade vão ministrar cursos em todo Brasil.

            De acordo com Paulinho de Deus, em Santa Catarina o curso está programado para o final do mês de janeiro.

         Durante o evento, o secretário estadual de Movimentos Sociais, Cristiano Klaus Fischer, também esteve reunido com os representantes da secretaria da região Sul. Fischer apresentou suas propostas para 2017, ações estas que devem envolver os três estados, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

             “Planejei realizar em março e maio de 2017 fórum e congresso sobre o tema, minha proposta foi bem recebida pelos representantes dos demais estados, agora vamos trabalhar”destacou Fischer.

              Cristiano Fischer também foi um dos solidários       que participou de uma dinâmica durante o curso. O objetivo era fazer com que os presentes vivenciassem situações de pessoas com deficiência, grávidas, com filhos pequenos, além de situações de um futuro destruído pelo descuido com o meio ambiente. Fischer utilizou uma máscara e pode sentir na pele o que passa uma pessoa cega. A dinâmica aconteceu durante uma manhã, enquanto a advogada Denise Neri apresentava a nova organização das secretarias de movimentos sociais. Foram repassadas as missões, valores e visão de cada uma, além das bandeiras e segmentos que pretendem trabalhar.

            “Estamos apresentando essa nova organização não para gerar debates, porque antes de ser mostrada nesse evento, já houve muito debate. Queremos a partir disso, que vocês reflitam, levem para baixo (para a população) e coloquem as secretarias para funcionar”, explicou Denise.

               Os participantes ainda tiveram a oportunidade, durante o curso de vivenciar uma simulação de votação na Câmara de Vereadores.  Cláudio Prado ministrou palestra sobre sua experiência como parlamentar e auxiliou na simulação da votação.